Como já é de costume nos últimos anos, o Procon acaba de divulgar uma lista com mais de 400 lojas virtuais não confiáveis. O objetivo é ajudar o consumidor a não comprar produtos no período da Black Friday em lojas que não respeitaram os direitos do consumidor.

Segundo a fundação, as lojas apontadas tiveram reclamações de consumidores, foram notificadas e não responderam.

Na lista, além do nome da loja, o Procon inclui a razão social, CNPJ/CPF, se a loja está ou não no ar e a data de criação.

 

Confira a lista completa clicando aqui.

Fonte: http://comapalavra.com.br/2018/11/14/procon-divulga-lista-de-sites-para-evitar-na-black-friday/